Su-27 Angolanos

  • 22 Respostas
  • 11854 Visualizações
*

Ricardo Nunes

  • Investigador
  • *****
  • 1262
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +1/-0
    • http://www.falcoes.net/9gs
Su-27 Angolanos
« em: Janeiro 13, 2004, 08:50:15 pm »
Surgiu hoje na conversa que tive com o JNSA uma questão bastante interessante - os Su-27 angolanos.

A força áerea de Angola supostamente possui 8 Su-27 ( número não confirmado, fonte AFM ) no seu inventório e como poderão constatar, a informação presente na internet sobre este assunto é bastante rara.

Aqui fica uma proposta de debate e de possibilidade de troca de informações acerca da aeronave caça mais avançada ao serviço de um PALOP, que não Portugal.

Sobre o inventório da Força Aérea Angolana visitem: http://orbat.com/site/air_orbats/orbats/angola.pdf

A única foto que possuo de um Su-27 angolano:

Ricardo Nunes
www.forum9gs.net
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1664
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-1
(sem assunto)
« Responder #1 em: Janeiro 13, 2004, 09:45:58 pm »
Interessante, pergunto-me qual será o estado em que as aeronaves se encontram e a manutenção que teem se alguma...
"History is always written by who wins the war..."
 

*

FFAP

  • 98
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #2 em: Janeiro 13, 2004, 10:15:09 pm »
Sobre os Su-27 angolanos só descobri isto:


"Military developments


Government military preparations

  The government announced many times the imminence of what was then called the dry season offensive. However, difficulties with the recruitment, delays in the delivery of new equipment and low morale of the troops, forced constant postponements.
  During the special Central Committee meeting - Aug 25-28, a definitive decision was taken by the political leadership to launch the attack regardless of the season. What is new?
  A total of eight Russian made jet fighters, SU-27, were delivered and transferred to Catumbela, the main airbase in the central region. Another seven are believed to be in the pipeline.
  Angolan pilots have just come back from conversion courses in Belarus. Some Ukranians are also reported to be providing back up support to the pilots.
  Night vision flying equipment was purchased with the aircraft and training conducted in Luanda.
  About 70 new tanks - T72 and T54 - were purchased. Two thirds of them, mainly the T72, are already in the country. The other third is to be delivered "soon".
  Radar systems were deployed in seven key locations - Catumbela, Huambo, Cuito, Saurimo, Malange, Luena and Menongue - throughout the country. This was done to obtain maximum coverage of the country to intercept adverse aircraft and provide support to the newly acquired SU-27."



Pedro Figueiredo
Um abraço

EX MERO MOTU
 

*

Ricardo Nunes

  • Investigador
  • *****
  • 1262
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +1/-0
    • http://www.falcoes.net/9gs
(sem assunto)
« Responder #3 em: Janeiro 13, 2004, 10:18:15 pm »
Uma correcção:

Onde se lê PALOP deveria ler-se obviamente "país membro da CPLP"!
Ricardo Nunes
www.forum9gs.net
 

*

filcharana

  • 47
  • +0/-0
Re:
« Responder #4 em: Janeiro 14, 2004, 05:29:33 am »
Porque é que a FAP não realiza uns exercícios com a FAPA de vez em quando? Já imaginaram o benefício que seria para os pilotos da 201 praticar ACM's com os Su-27 angolanos? (Todos os "colegas" da NATO quereriam treinar connosco depois disso!! :D )

Mas também acredito que isso não depende só da boa vontade! Por ex, será que os constructores (LM e Sukhoi) não terão uma palavra a dizer quanto a isso?


Cumptos
 

*

Ricardo Nunes

  • Investigador
  • *****
  • 1262
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +1/-0
    • http://www.falcoes.net/9gs
(sem assunto)
« Responder #5 em: Janeiro 14, 2004, 10:24:22 am »
As notícias sobre os Su-27 angolanos são contraditórias.

Chega ao ponto de ainda existirem agências noticiosas que negam a presença de Su-27 em Angola.

A grande questão aqui é por quem são operados. Por largos anos a Força Aérea Angola utilizou mercenários sul-africanos ( em Mig-23 por ex. ) para pilotar as suas aeronaves. Contudo estou convencido que os Su-27 são operados provavelmente por Ucranianos ( à semelhança do que se passou na guerra Etiópia/Eritreia ) até a FAA ter completamente qualificados pilotos seus. ( O que secalha já aconteceu ).

filcharana seria sem dúvida uma bela imagem de se ver. F-16 da FAP e Su-27 da FAA, mas poderíamos juntar a estes alguns Mirage III e AMX brasileiros também.  :wink:
Ricardo Nunes
www.forum9gs.net
 

*

JNSA

  • Analista
  • ***
  • 835
  • +1/-1
(sem assunto)
« Responder #6 em: Janeiro 14, 2004, 07:58:46 pm »
Pelos vistos esta questão dos Su-27 Angolanos não é muito líquida.

Em http://www.flanker.free.fr/mono/Texte/su27/su27.htm dizem que eles tinham, até 30 de Setembro de 2003, 8 Su-27 UB

Em http://www.aeronautics.ru/archive/vvs/su27-01.htm diz-se simultaneamente que: "Belarus has 22 or 23 (though these may have been sold-on, perhaps to Angola)" e "In late 1999, there were reports that Angola had taken delivery of eight Su-27s at Catumbela in August, with the balance of seven expected imminently. Pilots had reportedly trained in Belarus, the presumed source of the aircraft, though technical support came from Ukraine."

Em http://www.fighter-jets.de/fighterjets/ ... 7&status=a refere-se novamente o modelo como sendo o Su-27UB e a origem na Bielorrussia

De qualquer maneira, numa busca no Google de "Su-27" + "angola" sairam-me 897 resultados, e ainda não pude verificar todos  :wink:

Mesmo que eles existam, o estado de operacionalidade não deve ser famoso... Mas isso tem bom remédio - tragam-nos para Monte Real ou Beja, que nos tratamos da manutenção, ao mesmo tempo que fazemos uns "testezinhos" com eles  8)   :lol:

Abraços
JNSA
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4165
  • Recebeu: 263 vez(es)
  • Enviou: 262 vez(es)
  • +54/-13
(sem assunto)
« Responder #7 em: Agosto 18, 2007, 09:22:40 pm »
boas

Eu gostava de saber se a força aérea de Angola é mais poderosa que a Portuguesa????

Cump.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7418
  • Recebeu: 624 vez(es)
  • Enviou: 762 vez(es)
  • +99/-30
(sem assunto)
« Responder #8 em: Agosto 18, 2007, 11:24:42 pm »
Como já foi dito e bem Portugal não pertence ao PALOP (Paises Africanos de Lingua Oficial Portuguesa) porque como é obvio Portugal é um pais situado no continente europeu e não no africano.
Se também como referido se querem referir à CPLP (Comunidade de Paises de Lingua Portuguesa), há que lembar que o Brasil possui (ou vai possuir a curto prazo) Mirage 2000.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14993
  • Recebeu: 992 vez(es)
  • Enviou: 939 vez(es)
  • +171/-167
(sem assunto)
« Responder #9 em: Agosto 19, 2007, 02:09:05 am »
Já possui Mirages C.

A Força Aérea Angolana possui SU-27 mas em número muito reduzido, pelo que eu houvi não chega a 15. Mas posso estar errado!
De qualquer maneira não se esqueçam de que são instrutores Portugueses que formam os pilotos Angolanos (tanto lá como cá).
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

JP Vieira

  • 25
  • +0/-0
    • http://community.imaginefx.com/fxpose/jp_vieiras_portfolio/default.aspx
(sem assunto)
« Responder #10 em: Agosto 19, 2007, 08:26:33 pm »
Olá
está nos meus planos produzir ilustrações dos aviões principais de combate de todos os paises Lusófonos.
No caso de Angola, escolheria o Su-27, claro.
No entanto, as únicas fotografias existentes não são muito detalhadas e mostram uma camuflagem com tons de verde e castanho claro.
Se alguém conseguir fotografias detalhadas e confirmação das pinturas, agradecia imenso.
Um abraço
JP Vieira

*

antoninho

  • Perito
  • **
  • 562
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #11 em: Agosto 19, 2007, 09:55:02 pm »
Pelo menos em 2006 dois voavam....

http://www.youtube.com/watch?v=aVP1ErXzSzY
 

*

LM

  • Analista
  • ***
  • 741
  • Recebeu: 109 vez(es)
  • Enviou: 700 vez(es)
  • +97/-0
(sem assunto)
« Responder #12 em: Setembro 09, 2007, 11:23:26 am »
Já agora para melhor "documentar" a Força Aerea Angola (não encontrei um tópico sobre a mesma...):

http://www.acig.org/artman/publish/article_195.shtml
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

balburdio

  • Perito
  • **
  • 307
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #13 em: Setembro 26, 2007, 01:44:43 pm »
Citação de: "nelson38899"
boas

Eu gostava de saber se a força aérea de Angola é mais poderosa que a Portuguesa????

Cump.


para tornar as coisas simples...Não, não é!

No papel somos levados a pensar que sim, os numeros impressionam, para mais tratando-se de um país que já n está em guerra.

COntudo basta uma simples análise para verificar as várias fraquezas da FAPA:

A sua força continua assente nos já obsoletos interceptores Mig-21, Mig-23 e SU-22 cujo grau de atrição é bastante elevado. Talvez apenas cerca de 10 a 15 aparelhos de cada tipo sejam ainda viáveis.

Com a aquisição de 15 SU-27-B e 4 SU-27C a FAPA recuperou parte do seu anterior poderio, contudo parece haver problemas operacionais com estes aparelhos, um dos quais se terá perdido.

A maioria dos velhos Mig-21/23 era operada por pilotos cubanos, como poderemos atestar na lista de perdas da FAPA, especialmente as ocorridas no confronto com as SADF:
http://ejection-history.org.uk/Country- ... angola.htm

A real capacidade da FAPA (e das FAPLA em geral) pode aliás ser avaliada pelo confronto com a sua congenere SAAF.
Neste conflicto a SAAF perdeu em combate AR-AR apenas 1 aparelho, um Mirage F-1CZ abatido por uma parelha de MIG-23 operados por pilotos cubanos, outros foram abatidos por SA-7 ou perderam-se por acidentes. Os angolanos/cubanos perderam no conflicto mais de 60 aparelhos, não se sabendo quantos em combate aereo, supostamente a maioria terá sido abatida por mirage e pela AAA.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #14 em: Maio 15, 2008, 10:02:34 pm »
A principal preocupação da Força Aérea Angolana neste momento é o futuro avião presidencial do ZéDu.
As principais dúvidas tácticas residem no facto de não se saber se as torneiras devem ser de prata cravejada de diamantes ou de ouro, cravejado de rubis.

Acho que só há 2 (dois) Su-27 com capacidade para voar.